80% DOS PORTUGUESES SÃO BURROS, OS RESTANTES NÃO TÊM TEMPO PARA A INTERNET!

quinta-feira, janeiro 12, 2006

O SEGREDO É A ALMA DO NEGÓCIO


O LSD, também chamado de ácido, pills, cones, doce, microponto ou trips é uma droga com acção alucinogénia ou psicadélica. A dietilamida do ácido lisérgico é sintetizada clandestinamente a partir da cravagem de um fungo do centeio (Claviceps purpúrea). Pode apresentar a forma de barras, cápsulas, tiras de gelatina, micropontos ou folhas de papel secante (como selos ou autocolantes), sendo que uma dose média é de 50 a 75 microgramas. É consumido por via oral, absorção sub-lingual, injectada ou inalada. Esta substância age sobre os sistemas neurotransmissores seratononérgicos e dopaminérgicos. Para além disso, inibe a actividade dos neurónios do rafe (importantes a nível visual e sensorial). Actualmente não é utilizada na terapêutica, apesar de já ter sido extensivamente usada e pesquisada em décadas passadas.
Os efeitos variam consoante a personalidade do sujeito, o contexto (ambiente) e a qualidade do produto, podendo ser agradáveis ou muito desagradáveis. O LSD pode provocar ilusões, alucinações (auditivas e visuais), grande sensibilidade sensorial (cores mais brilhantes, percepção de sons imperceptíveis), sinestesias, experiências místicas, flashbacks, paranóia, alteração da noção temporal e espacial, confusão, pensamento desordenado, baforadas delirantes podendo conduzir a actos auto-agressivos (suicídio) e hetero-agressivos, despersonalização, perda do controlo emocional, sentimento de bem-estar, experiências de êxtase, euforia alternada com angústia, pânico, ansiedade, depressão, dificuldade de concentração, perturbações da memória, psicose por “má viagem”. Poderão ainda ocorrer náuseas, dilatação das pupilas, aumento da pressão arterial e do ritmo cardíaco, debilidade corporal, sonolência, aumento da temperatura corporal. Estes efeitos duram entre 8 a 12 horas e aparecem cerca de 30/40 minutos após o consumo.

Todos os dias tenho ideias novas, pensamentos que partilho convosco, muitos perguntam, de onde é que ele tira estas coisas? Pois é, ficaram a saber. Ainda ontem o computador me ferrou enquanto respondia a uma carta de amor da Amália, tive sorte que o gato do meu vizinho ouviu os meus gritos e telefonou para a polícia, felizmente vieram os bombeiros que ligaram para a HP a perguntar se era defeito de fabrico do computador, mas não, o Ctrl-alt-delete não funcionava. Agora estou melhor, apesar do meu quarto estar cheio de cores garridas e andar num movimento circular, ouço passos de um ser doutro planeta, provavelmente serei novamente raptado por extraterrestres. O que vale é que amanha o gato do vizinho já não se lembra da cara dos bombeiros.

Meu deus.....o que a droga faz!!!...tais todos mamados!....ainda há gajos que lêem isto até ao fim.